Comunicados

Aqui você encontra as comunicações formais da Centrus sobre as principais decisões dos órgãos estatutários que afetam os seus interesses.

Selecione o ano de publicação

Assunto: Reunião ordinária do Conselho Deliberativo.

 

Senhores participantes e assistidos,

 

Comunico que, na reunião ordinária desta data, o Conselho Deliberativo aprovou o Acordo Coletivo de Trabalho para 2021 e autorizou a constituição de Fundo de Investimento em Cotas de Fundos Multimercado – FICFIM, exclusivo.

 

Brasília, 25 de setembro de 2020.

 

Maurício Costa de Moura
Presidente

Assunto: Eleições 2020 – Constituição da Comissão Eleitoral.

 

Prezados Senhores,

 

O Conselho Deliberativo, tendo em vista o término, em 9 de março de 2021, do mandato do conselheiro deliberativo Sérgio Almeida de Souza Lima e do conselheiro fiscal Rodrigo Monteiro, e com base no disposto no art. 8º do Regulamento de Eleições, decidiu constituir Comissão Eleitoral, composta pelos empregados a seguir identificados, para se incumbir do processo eleitoral destinado ao preenchimento das vagas indicadas e dos respectivos suplentes nos Conselhos Deliberativo e Fiscal, do grupo dos participantes ativos dos planos de benefícios administrados, conforme previsto na alínea “a” do inciso II dos arts. 20 e 42 do Estatuto, cabendo-lhe a preparação e a realização das eleições, bem como o julgamento de pedidos de impugnação:

I – Nilvanete Ferreira da Costa, Secretária-Executiva – coordenadora;

II – Simone Jamal Gotti, advogada na Consultoria Jurídica – Cojur – titular;

III – Tassiana Lacort de Moraes, gerente da Gerência de Contabilidade e Logística – Gecon – titular; e

IV – Eraldo Leite Dantas, gerente da Gerência de Benefícios e Folha de Pagamentos – Geben – suplente.

 

Brasília, 28 de agosto de 2020.

 

Maurício Costa de Moura
Presidente

Assunto: Reunião ordinária do Conselho Deliberativo.

 

Senhores participantes e assistidos,

 

Comunico que, na reunião ordinária desta data, o Conselho Deliberativo aprovou as seguintes matérias:

I –  alterações no Regulamento de Eleições da Centrus;
II – Política de Investimentos – PI do Plano Instituído CentrusPrev+ para o período de 2020 a 2024; e
III – macroalocação de recursos do Plano Instituído CentrusPrev+.

 

Brasília, 28 de agosto de 2020.

 

Maurício Costa de Moura
Presidente

Assunto: Reuniões ordinária e extraordinária do Conselho Deliberativo.

 

Senhores participantes e assistidos,

 

Comunico que, nesta data, o Conselho Deliberativo aprovou as seguintes matérias:

I – na reunião ordinária:

a) Projeto de Destinação e Utilização da Reserva Especial do Plano de Benefício Definido Centrus – PBDC – Superavit de 2016;
b) microalocação dos recursos dos planos de benefícios administrados nos segmentos de rendas variável e fixa; e

II – Na reunião extraordinária, a designação de Tulio José Lenti Maciel e Anthero de Moraes Meirelles para cumprirem, a partir de 17.8.2020, mandato nos cargos de Diretor de Aplicações e Diretor de Benefícios, respectivamente.

 

Brasília, 31 de julho de 2020

 

Maurício Costa de Moura
Presidente

 

Assunto: Plano de Benefício Definido Centrus – PBDC – Destinação do superavit de 2016 – Aprovação pelo Conselho Deliberativo.

 

Prezados Participantes e Assistidos,

 

O Conselho Deliberativo, na reunião ordinária desta data, aprovou o projeto de destinação e de utilização do superavit do Plano de Benefício Definido Centrus – PBDC registrado em 2016 e mantido estável no período de 2017 a 2019.

2.   Com início de operacionalização previsto para o próximo mês, referida destinação foi estruturada em conformidade com as disposições da Seção I do Capítulo VIII do regulamento do PBDC, disponível na área pública da página desta Fundação na internet, e as condições definidas no Projeto de Destinação e Utilização da Reserva Especial – 2016, documento que poderá ser consultado mediante uso das credenciais de acesso à área Sua Conta, também na página da Centrus na internet.

3.     Na oportunidade, foi igualmente aprovada a alteração do percentual do benefício mensal temporário de que trata o art. 36 do regulamento do plano, permitindo ao assistido do PBDC escolher entre 10% e 40% do benefício complementar de prestação continuada a ele pago, em intervalos de cinco pontos percentuais, opção que deverá ser formalizada perante esta Fundação, facultada a respectiva revisão em periodicidade mínima de doze meses.

 

Brasília, 31 de julho de 2020.

 

Altamir Lopes

Diretor-Presidente

Assunto: Plano Básico de Benefícios – PBB – Destinação obrigatória do superavit de 2016 – Encaminhamento à apreciação da Previc

 

Prezados Assistidos,

 

O projeto de destinação obrigatória da reserva especial do Plano Básico de Benefícios – PBB relativa ao superavit de 2016, divulgado por meio do Comunicado Centrus-2020/1, de 27 de março, depois de contar com a aprovação do patrocinador Banco Central do Brasil na reunião de sua Diretoria Colegiada realizada em 15 de julho último e comunicado à Centrus nessa sexta-feira, 17 de julho, foi encaminhado, hoje, à apreciação da Superintendência Nacional de Previdência Complementar – Previc.

 

Brasília, 21 de julho de 2020.

 

Altamir Lopes
Diretor-Presidente

Preparando uma carteira de investimentos para momentos de crise

 

Os mercados financeiros estão sujeitos a movimentos abruptos relacionados ao comportamento dos investidores. Se quando estamos em um momento virtuoso, os investidores se sentem mais confiantes e aparentemente mais dispostos a assumir mais riscos em suas carteiras de investimentos, nos momentos mais adversos, existe forte aversão ao risco, que provoca perdas significativas, deixando a tarefa de proteger a carteira ainda mais árdua. Portanto, é fundamental pensar em montar uma carteira equilibrada e bem protegida em momentos mais calmos de mercado.

A primeira pergunta a ser respondida é a tolerância ao risco pelo investidor. Para tanto, deve-se projetar o desempenho de sua carteira em cenários adversos, tentar compreender como os instrumentos escolhidos em sua carteira se comportaram nas crises passadas e depois checar se aquele tipo de perda é tolerável. Ao final, deve-se procurar investimentos que tragam conforto em termos de resultado para cada investidor, mesmo nos piores momentos.

A segunda etapa é montar uma carteira que use o risco de forma eficiente. Uma das principais estratégias é buscar a diversificação dos ativos que compõem a carteira em seus diversos tipos de fatores de risco. Em ações, a diversificação pode ser feita em empresas de diferentes setores econômicos. Em renda fixa, buscam-se diferentes emissores e prazos de vencimentos. Em multimercados, há fundos com diferentes características, aqueles que seguem teses macroeconômicas, fundos quantitativos ou de operações de arbitragem entre mercados. Ainda há benefícios mais significativos na diversificação entre classes de ativos em diferentes segmentos, mercados e regiões, como nos investimentos no exterior.

Também existem estruturas de seguros para determinados tipos de risco, chamadas de hedge. Elas podem ser adicionadas às carteiras para evitar alguns riscos indesejados, como, por exemplo, as variações cambiais quando se investe em ativos no exterior. Essas estruturas costumam envolver derivativos e podem ser muito complexas. Nesses casos, é importante entender todos os seus efeitos e custos. Em momentos mais estáveis de mercado, os hedge são mais baratos, de forma análoga ao mercado de seguros em geral.

A Centrus monta as carteiras de cada um dos seus planos administrados de acordo com o nível adequado de risco e das necessidades de liquidez. Além disso, há um intenso trabalho de diversificação entre classes de ativos e de ativos dentro dos segmentos, com o intuito de montar carteiras eficientes e protegê-las em períodos excessivamente turbulentos nos mercados.

(Texto elaborado pela Gerência Técnica de Investimentos – Getec da Centrus)

Assunto: Reuniões ordinária e extraordinária do Conselho Deliberativo.

 

Senhores participantes e assistidos,

 

Comunico que, nesta data, o Conselho Deliberativo aprovou as seguintes matérias:

I – na reunião ordinária:

a) a revisão da meta estratégica para 2020 relativa à rentabilidade do Plano de Contribuição Definida – PCD;
b) a Política de Proteção de Dados Pessoais – PPDP da Centrus; e
c) a autorização de contratação da Fernando Motta Auditores Independentes, em substituição à autorização emitida na reunião ordinária de abril de 2020, para a prestação dos serviços de auditoria independente das Demonstrações Financeiras da Centrus relativas a 2020; e

II – Na reunião extraordinária, a recondução de Altamir Lopes e Eduardo de Lima Rocha para cumprirem, a partir de 29.6.2020, novo mandato nos cargos de Diretor-Presidente e Diretor de Controle, Logística e Informação.

 

Brasília, 26 de junho de 2020.

 

Tulio José Lenti Maciel
Presidente

Assunto: Reunião ordinária do Conselho Deliberativo.

 

Senhores Participantes e Assistidos,

 

Comunico que, na reunião ordinária desta data, o Conselho Deliberativo ratificou a definição dos percentuais de 0,7% a.a. e de 0% para as taxas de administração e de carregamento do Plano Instituído CentrusPrev+, respectivamente, em cumprimento ao disposto nos incisos I e II do § 3º do art. 20 do regulamento do plano.

 

Brasília, 29 de maio de 2020.

 

Tulio José Lenti Maciel
Presidente

Centrus antecipa a última parcela do abono de Natal do INSS
 

Prezados participantes,

 

Os aposentados e pensionistas da Fundação que recebem os proventos do Instituto Nacional de Seguro Social – INSS na folha de pagamentos dos planos de benefícios administrados receberão, no próximo dia 20 de maio, a segunda e última parcela do abono de Natal (13º salário) devido pela Previdência Social, considerando que a primeira parcela, correspondente a 50% do valor desse benefício, teve seu crédito realizado na folha do mês de abril.
Essas parcelas, que normalmente são pagas em setembro e em dezembro de cada ano, foram antecipadas nos termos do art. 34 da Medida Provisória n° 927, de 22 de março último.

Assunto: Plano Instituído CentrusPrev+ – Informações e regulamento.

 

Prezados Participantes e Assistidos,

 

Com o objetivo de ampliar a cobertura previdenciária oferecida aos servidores e ex-servidores do Banco Central do Brasil, foi idealizado e desenvolvido o Plano Instituído CentrusPrev+, plano de benefícios estruturado na modalidade de contribuição definida e que tem como instituidoras a Associação Brasiliense de Aposentados do Banco Central – Abace, a Associação dos Antigos Funcionários do Banco Central do Brasil – AAFBC, a Associação Mineira de Antigos Servidores do Banco Central – Amasb, a Associação Recifense de Antigos Funcionários do Banco Central – Arfab e a própria Fundação, que também exercerá a sua administração.

2.    Aprovado pela Superintendência Nacional de Previdência Complementar – Previc em 30 de dezembro de 2019, por meio da Portaria nº 1.128, publicada no Diário Oficial da União de 2 de janeiro deste ano, o CentrusPrev+ é destinado aos servidores ativos e inativos do Banco Central, aos participantes de planos de benefícios administrados pela Centrus e a familiares dessas pessoas.

3.    Desde então, a Fundação vem adotando as providências necessárias à operacionalização do CentrusPrev+, cujo lançamento será precedido de ampla publicidade, de maneira a orientar a inscrição dos interessados e de seus familiares.

4.    Para conhecer melhor o plano, acesse o regulamento do CentrusPrev+ na página da Fundação na internet.

 

Brasília, 27 de abril de 2020.

 

Altamir Lopes
Diretor-Presidente

Assunto: Reunião ordinária  do Conselho Deliberativo.

 

Senhores participantes e assistidos,

 

Comunico que, na reunião ordinária realizada no último dia 24 de abril, o Conselho Deliberativo aprovou a contratação de KPMG Auditores para a prestação dos serviços de auditoria independente das Demonstrações Financeiras da Centrus relativas a 2020.

 

Brasília, 27 de abril de 2020

 

Tulio José Lenti Maciel
Presidente

Nota: Operações de empréstimo
 

Prezados participantes,

 

Considerando o recebimento de demandas relacionadas à possibilidade de suspensão da cobrança de prestações de operações de empréstimo contratadas com recursos dos planos de benefícios administrados, a Centrus informa não ser possível o seu atendimento, pois essa medida acentuaria a perda de rentabilidade de tais planos, já impactados pela repercussão da crise mundial sobre os mercados financeiros e de capitais, em prejuízo de todos os participantes e assistidos.

Assunto: Planos de benefícios administrados – Demonstrações Atuariais – DA de 2019 – Divulgação na página da Fundação na internet.

 

Prezados Participantes e Assistidos,

 

Encontram-se disponíveis, na área Sua Conta da página da Fundação na internet, as Demonstrações Atuariais – DA, de que trata a Instrução Previc nº 12, de 13 de outubro de 2014, e alterações posteriores, relativas ao Plano Básico de Benefícios – PBB e ao Plano de Benefício Definido Centrus – PBDC , correspondentes à data-base de 31 de dezembro de 2019, as quais podem ser acessadas por meio da opção Demonstrações Atuariais – DA.

 

Brasília, 6 de abril de 2020.

 

Altamir Lopes
Diretor-Presidente

Os impactos da pandemia na previdência complementar
 

Março de 2020 ficará marcado na história como o mês em que enfrentamos uma tempestade perfeita. Uma doença até então desconhecida, concentrada em uma região da China, se espalhou pelo planeta. A velocidade do contágio e a severidade da doença tornaram evidente que o mundo não estava preparado para enfrentar aquela que seria conhecida como a pior pandemia, desde a gripe espanhola, em 1918.

A pandemia de coronavírus impactou não só a saúde e o dia-a-dia das pessoas, mas também as economias ao redor do globo. Com o objetivo de diminuir o contágio e preparar os sistemas de saúde para lidar com os casos mais severos, foram adotadas medidas restritivas à circulação de pessoas, inéditas em tempos de paz, tais como o fechamento de fronteiras, de locais turísticos, de museus e afins, a proibição de viagens internacionais, bem como a proibição de eventos, festas, shows e quaisquer tipos de aglomeração de pessoas. Por fim, vários países e alguns estados e municípios brasileiros decretaram o isolamento social, com a paralisação das atividades econômicas, o fechamento de escolas e a interrupção de serviços não essenciais.

Essas restrições vêm se refletindo na atividade econômica de forma aguda e de difícil mensuração. A incerteza em relação ao futuro da economia acaba refletindo de forma negativa nas cotações e preços dos ativos financeiros em geral e, por consequência, nos que compõem a carteira dos planos administrados pela Centrus.

Tudo isso ocorreu em uma economia que, até então, começava a retomar o ritmo de crescimento, com juros em patamares mínimos históricos, propiciando a mudança do perfil das carteiras dos planos administrados, com a inclusão de novos segmentos de aplicação e de novos ativos.

A magnitude da crise nos instrumentos financeiros foi tão aguda que ativos considerados como hedge (proteção), tais como fundos multimercados e ativos do segmento investimento no exterior, também sofreram forte depreciação.

Por entendermos que os fundamentos de longo prazo dos investimentos realizados pelos planos administrados sofreram pouca alteração, decidimos manter as posições, com ajustes pontuais, especialmente por que, passada a crise, a recuperação dos preços dos ativos se materializará. As estratégias de diversificação e a busca pelo uso eficiente do risco permanecem.

Esse entendimento é reforçado pelos estímulos fiscais e monetários sem precedentes levados a efeito pelas principais economias, em esforço dos governos para mitigar os impactos econômicos adversos que serão causados ao setor real, principalmente, pela destruição de emprego e renda.

Os planos administrados pela Centrus continuam com sólida estrutura. A posição confortável em caixa de todos eles permite o cumprimento, com folga, das suas obrigações atuariais, bem como, assim que o cenário estiver menos nebuloso, o reforço dos investimentos em segmentos e ativos que foram desproporcionalmente atingidos durante a crise.

Assunto: Plano Básico de Benefícios – PBB – Destinação do superavit de 2016 – Aprovação pelo Conselho Deliberativo e encaminhamento à apreciação do patrocinador.

 

Prezados assistidos,

 

O projeto de destinação obrigatória da reserva especial do Plano Básico de Benefícios – PBB relativa ao superavit de 2016, aprovado pelo Conselho Deliberativo em reunião extraordinária realizada nesta data, foi encaminhado para apreciação do patrocinador Banco Central do Brasil.

2.    A exemplo dos processos anteriores, a referida destinação encontra-se estruturada sob a forma de reversão de valores e, uma vez acolhida pelas instâncias competentes, será liberada em 36 parcelas mensais aos assistidos e ao patrocinador, a contar da data de publicação do ato de autorização da Superintendência Nacional de Previdência Complementar – Previc no Diário Oficial da União.

3.    Os parâmetros e as condições que irão orientar essa nova distribuição de superavit estão detalhados no documento intitulado Destinação e Utilização da Reserva Especial – 2016, disponível na área Sua Conta da página da Centrus na internet.

 

Brasília, 27 de março de 2020.

 

Altamir Lopes
Diretor-Presidente

Assunto: Reuniões ordinária e extraordinária do Conselho Deliberativo.

 

Senhores Participantes e Assistidos,

 

Comunico que, nesta data, o Conselho Deliberativo aprovou as seguintes matérias:

I – na reunião ordinária:

a) os planos de custeio, para 2020, do Plano Básico de Benefícios – PBB, do Plano de Contribuição Definida – PCD e do Plano de Benefício Definido Centrus – PBDC; e

b) a aferição de desempenho da Centrus no ano de 2019, para fins do Programa de Participação nos Resultados – PPR; e

II – na reunião extraordinária, o projeto de destinação e utilização da reserva especial do PBB  relativa ao exercício de 2016 – Superavit de 2016.

 

Brasília, 27 de março de 2020.

 

Tulio José Lenti Maciel
Presidente

Assunto: Reuniões ordinária do Conselho Deliberativo.

 

Senhores Participantes e Assistidos,

 

Comunico que, nesta data, o Conselho Deliberativo aprovou as seguintes matérias:

I – Metas estratégicas para o exercício de 2020;

II – Balanço Patrimonial da Centrus e relatório anual dos atos e das contas da Diretoria-Executiva, referentes ao exercício de 2019;

III –  Aperfeiçoamentos no Plano de Carreira e Remuneração – PCR;

IV –  Instituição do Programa de Integridade Centrus – PIC; e

 V –  Alterações nos regulamentos das operações de empréstimos dos planos de benefícios administrados.

 

Brasília, 28 de fevereiro de 2020.

 

Tulio José Lenti Maciel
Presidente

Assunto: Reunião ordinária do Conselho Deliberativo.

 

Senhores participantes e assistidos,

 

Comunico que, na reunião ordinária desta data, o Conselho Deliberativo homologou a decisão do presidente, ad referendum do Colegiado, de 18 de dezembro de 2019, referente à ratificação da inclusão da Centrus como instituidora do Plano Instituído CentrusPrev+.

 

Brasília, 31 de janeiro de 2020.

 

Tulio José Lenti Maciel
Presidente