Ao buscar os melhores investimentos, é importante atentar para a relação entre os escolhidos, para a correlação dos retornos dos ativos selecionados. Em outras palavras, quando se constrói uma carteira de investimentos, é importante buscar ativos que possam ser bem-sucedidos em diferentes ambientes para que a carteira tenha um bom desempenho em diferentes situações. É a busca pela diversificação.

Na carteira de investimentos da Centrus não é diferente.

As alterações e aperfeiçoamentos introduzidos recentemente visaram a gestão com base na carteira consolidada de investimentos. Os recursos dos planos são distribuídos em diferentes segmentos de aplicação para que os retornos sejam consistentes ao longo do tempo.

Dentro de cada segmento, as carteiras são construídas de forma a não correr riscos desnecessários. Na carteira de renda variável, por exemplo, há investimentos em companhias presentes nos mercados externo e doméstico. Da mesma forma, a diversificação está expressa na seleção de companhias com foco no varejo e em fornecedoras de bens de capital. O objetivo é captar os benefícios do mercado acionário da forma mais eficiente possível.

Atualmente, são negociados na bolsa de valores fundos de índices de ações, os chamados Exchange Traded Funds ou ETFs, que buscam replicar o desempenho de um índice de ações, composto por diversos ativos. Quando o investidor compra cotas de ETF indexado ao Ibovespa, p.ex., ele tem acesso de forma simplificada ao desempenho de 65 ações. É a forma mais direta de obter-se o benefício da diversificação com custo reduzido.